quinta-feira, 18 de março de 2010

Angelus Domini nuntiavit Mariæ


O Anjo do Senhor anunciou a Maria
Por volta de 1250, no convento franciscano de Arezzo, na Toscana (Itália), Frei Bento iniciou o costume de tocar os sinos à tardinha, quando os frades cantavam Angelus locutus est Mariae (o anjo anunciou a Maria). Este costume foi se difundindo com a recitação das três ave Maria. Ao longo do século XIV, passou também a ser recitado de manhã e, posteriormente, ao meio dia. Trata-se de um belo costume de santificar o tempo com esta oração evangélica mariana.
A finalidade de rezarmos o Ângelus consiste em refletir sobre a obra da Encarnação - essencial na História da Salvação, e, portanto, na teologia e piedade católicas! -, sobre as disposições da Mãe do Céu à revelação de São Gabriel, sobre o "sim" firme e corajoso de Maria Santíssima, e sobre nossa obrigação de imitá-la em sua atitude decidida de submeter-se ao Senhor, colaborando com a graça; rezar o Angelus é evocar as maravilhas nascidas da união da vontade do homem à vontade de Deus, mediante a entrega de nossas potências a Ele pela fé sobrenatural; enfim, rezar o Angelus é pedir que o Salvador nos ajude a agir da mesma maneira que agiu a Beatíssima Virgem.

O anjo do Senhor anunciou a Maria:
-E ela concebeu do Espírito Santo.
Ave Maria...
Eis aqui a serva do Senhor:
-Faça-se em mim segundo a tua palavra.
Ave Maria...
E o Verbo se fez carne:
-E habitou entre nós.
Ave Maria...
Rogai por nós, santa Mãe de Deus,
-Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Oremos: Infundi Senhor, como vos pedimos, a vossa graça em nossas almas, para que nós, que pela anunciação do anjo viemos ao conhecimento da encarnação de Jesus Cristo vosso filho, por sua paixão e morte de Cruz, sejamos conduzidos à glória da ressurreição.
Pelo mesmo Cristo nosso Senhor. Amém.
Gloria ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo, como era no principio agora e sempre amém. ( 3 x)

Nenhum comentário:

Postar um comentário