quinta-feira, 8 de abril de 2010

Santa Igreja


Santa Igreja Romana, Católica, - Una, excelsa, divina mortal, - Que conservas a Fé apostólica – E as promessas da vida eternal.
Nos te amamos, nós somos teus filhos, - Em teu seio queremos viver, - / : E, da luz que nos dás entre os brilhos, - Nos teus braços maternos morrer.:/Sobre a rocha de Pedro invencível, - Tu abranges a terra e os céus. – Na doutrina de Cristo infalível, - Tua forças é a força de Deus.
No áureo trono dos séculos sentada, - Resplandeces com a mais viva luz, - Sustentando na dextra sagrada – O farol deslumbrante da Cruz.
Por ti desce a torrente divina – Da verdade suprema, eternal; - Essa forte e sublime doutrina – Tão perfeita que não tem igual!.
Ninguém pode impedir-te o caminho, - Pois que Deus te conduz pela mão; - Nem os erros da falsa razão.
Do martírio almo, sangue fecundo, - Deu-te vida, expansão e vigor; - São modelos teus sangue p’ro mundo – De heroísmo no bem e no amor.
És eterna, pois tens a promessa – De Deus mesmo, que é o teu fundador. – É debalde que o mundo arremessa – Contra ti o seu dardo traidor.
Teus altares são novos cenáculos – Privilégio na terra só teus! – Teus Jesus, vivo em teus tabernáculos- E, por isso, na terra és o céu!
Missal dominical popular, p.479,480.

Nenhum comentário:

Postar um comentário