terça-feira, 11 de maio de 2010

O Amor É que Vale


O amor é fonte de onde rota toda tua perfeição. É ele a origem de toda grandeza. E Jesus, que é teu diretor espiritual, ensina-te a fazer tudo por amor. Na hora da morte, deverás dizer como a Mestra da infância espiritual: “Não dei jamais ao Senhor senão amor”.
Não são nossas obras que contam diante de Deus, mas é unicamente o amor que vale.Sem o amor todas as obras nada são, mesmo as mais brilhantes.Não, Jesus não exige grandes ações mas unicamente o abandono e o reconhecimento, a saber, o amor.
Eu não tenho necessidades diz o Senhor, no salmo 49, dos sacrifícios de bois e ovelhas, porque meus são todos os animais, nem se tiver fome direi a vós, porque a terra me pertence com tudo o que ela contém. Então vou-me alimentar de touros e do sangue de animais?Imolai a Deus sacrifícios de louvor e de ação de graças.
É preciso que saibas e graves bem esta sentença: “O mais pequenino movimento de puro amor é mais útil à Igreja do que todas as outras obras reunidas em conjunto.
Mas Deus, que não tem necessidade de coisa alguma, mendiga um pouco d’água à samaritana. Tinha sede, mas sede de amor as sua pobre criatura.
Tu deves partir daqui para construir o edifício espiritual, sabendo que o bom Deus se contenta com o pouco que lhe podemos dar desde que seja por amor.
Fonte: Infância Espiritual de Santa Terezinha, Monsenhor Ângelo R. Lucena

Um comentário: