sábado, 19 de junho de 2010

É preciso orar sem cessar



"Durante os trabalhos do dia, é preciso, o mais que se possa, olhar muitas vezes para Nosso Senhor Jesus Cristo e lembrar-se do ponto da meditação do qual se tem o maior gosto e mágoa: como se a mansidão dos seus olhos nos fosse agradável, nós o demonstraremos dizendo: “Não vos agrado, meu Salvador, pois faço coisas que posso ofender vossos olhos; e também os dos outros.

É bom também ter certas palavras inflamadas que sirvam de refrão à nossa alma, como: “Viva meu Deus!”; “Viva Jesus!” e “Deus de meu coração!”.

Quando o relógio soa, é bom lembrar-se o quanto já se passou desta vida mortal e lembrar-se da última hora que soará para nós.

Poder-se-á dizer, fazendo o sinal da cruz sobre o nosso coração: “É preciso morrer”.

Numa outra vez, lembrando que nos encaminhamos para a eternidade, dizer: “Bendito seja Deus!” e “Deus seja louvado!”

Algumas vezes, arrependendo-nos das horas passadas inutilmente exclamar: “Deus me dê a graça de agir melhor”. Outras vezes simplesmente: “Jesus e Maria!”; “Deus me ajude!” e “Deus esteja conosco”.

Assim, estaremos sempre agradando a Deus, reparando as nossas faltas diante de sua Majestosa grandeza e preparando-nos para o glorioso encontro que todos nós teremos, em breve, na glória eterna."


São Francisco de Sales

Nenhum comentário:

Postar um comentário