quinta-feira, 24 de junho de 2010

Perdoar sete vezes por dia


“Suportai-vos uns aos outros com amor” (Ef 4,2). “E deste modo cumprireis a lei de Cristo” (Gl 6, 2). Quando noto, no meu irmão, alguma coisa de incorrigível, consequência de dificuldades ou enfermidades físicas ou morais, porquê não o suportar com paciência, porquê não o consolar de todo o coração, segundo a palavra da Escritura: “Os seus filhos serão levados ao colo e consolados sobre os joelhos” (Is 66,12)? Será que me falta essa caridade que suporta tudo, que é paciente para aguentar, indulgente para amar? (cf 1 Co 13,7). E esta é, em todo o caso, a lei de Cristo. Na sua Paixão, Ele “tomou verdadeiramente sobre si os nossos sofrimentos”, e, na sua misericórdia, “carregou as nossas dores” (Is 53, 4), amando aqueles que levava, levando aqueles que amava.

Aquele que, pelo contrário, se mostra agressivo para com o seu irmão em dificuldade, aquele que arma uma ratoeira à sua fraqueza, qualquer que ela seja, submete-se manifestamente à lei do diabo e cumpre-a. Sejamos pois mutuamente compassivos e cheios de amor fraterno, suportemos as fraquezas e persigamos os vícios... Todo o tipo de vida que permite dedicar-se mais sinceramente ao amor de Deus e, por Ele, ao amor do próximo, qualquer que sejam o hábito e a observância, é também mais agradável a Deus.

Isaac de l’Étoile (?- c. 1171), monge cisterciense
Sermão 31: Pl 194, 1792-1793

Um comentário:

  1. Bruno lindo sua postagem,não sei se posso pedir aguma coisa, só sei que esse blog ajudou na minha santificação, vou fazer um pedido se possivel ,poderia postar algo de SÃO PADRE PIO.
    oBRIGADO

    ResponderExcluir