quinta-feira, 15 de julho de 2010

O Desejo de Deus


“Criaste-nos para vós e o nosso coração vive inquieto enquanto não repousa em vós”
Santo Agostinho

O maior desejo de cada um de nós é ser feliz. Em tudo o que fazemos procuramos completar algo que falta em nós. Trabalhamos, estudamos, namoramos, nos divertimos, sempre buscando preencher nosso coração. Após realizarmos tudo o que poderíamos realizar para saciar nosso desejo de amor e felicidade, parece que permanece o vazio, a angústia, a tristeza.

Estas realidades interiores são vividas por cada um de nós. Santo Agostinho também vivenciou isso em sua vida. Rapaz jovem, viveu até seus quarenta anos uma sexualidade desregrada, em bares, prostíbulos. Imaginou que os estudos poderiam preencher seu coração, mas não. Agostinho após ter encontrado o Senhor, entendeu que há em nosso coração um lugar do tamanho de Deus e que só Deus pode preencher. Precisamos também entender isso, só Deus pode preencher o vazio que está em nosso coração, se Deus não ocupar o lugar que Ele precisa ocupar em nossas vidas, seremos sempre vazios. Viveremos sempre a mendigar amores humanos que não podem saciar nosso desejo de amor. Nossa vida precisa de Deus. Só poderemos amar as pessoas quando também nos sentirmos amados e é Deus que nos cumula com seu amor, Ele nos dá um amor que nos completa e que nos faz ser verdadeiramente felizes.

“O desejo de Deus está inscrito no coração do homem, já que o homem é criado por Deus e para Deus; e Deus não cessa de atrair o homem a si, e somente em Deus o homem há de encontrar a verdade e a felicidade que não cessa de procurar.”

Catecismo da Igreja Católica nº 27

Um comentário:

  1. Bruno muito lindo suapostagem, parabéns isso é o que o mundo deveria de ler, pois, acontece dias após dia nos bares da vida e nos tombos do mundo,pela falta e o conhecimento do amor de Deus por nós.

    ResponderExcluir