terça-feira, 17 de agosto de 2010

A encarnação dos valores humanos necessários à minha vida


Um padre católico alemão relatava haver visto, um dia, num lugar de honra do gabinete do Marechal Hindenburg, a imagem da Santíssima Virgem. Como o marechal, um velho luterano, não lhe escondesse uma certa surpresa, respondeu-lhe: "O que eu vejo na Santa Virgem é a encarnação dos valores humanos necessários à minha vida."

Pode-se imaginar uma definição mais bela do que esta, quanto ao que Maria trouxe ao mundo? A um mundo completamente entregue ao orgulho da vida, Maria ensina a humildade, em Belém. A um mundo dominado pelo dinheiro, pela riqueza, a Mãe de Deus lembra a pobreza de Nazaré. A um mundo distorcido e mentiroso, ela revela a verdade e a simplicidade. A um mundo, cada vez mais endurecido, pelo ódio, ela repete a sua lição de doçura. A um mundo impuro e vão, ela oferece o testemunho de sua fecundidade virginal. E a um mundo envelhecido, Maria apresenta a sua eterna juventude.


H. Engelmann
Trecho de seu livro J’ai perdu la foi (Eu perdi a Fé), p. 91

Nenhum comentário:

Postar um comentário