sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Vencer conflitos convertendo corações ao bem, indica Papa


Bento XVI falou hoje da conversão do coração como meio para superar os conflitos e alcançar a paz, ao receber o novo embaixador da Costa Rica junto ao Vaticano, Fernando Felipe Sánchez Campos, por ocasião da apresentação de suas cartas credenciais.
"Os conflitos não podem ser vencidos simplesmente com a força, mas com a transformação dos corações ao bem e à verdade", disse, considerando fundamental que as novas gerações estejam convencidas disso.
O Papa então apontou para a importância de acabar com a pobreza e o analfabetismo, "robustecendo o Estado de direito e fortalecendo a independência e eficácia dos tribunais de justiça".
Também destacou a contribuição da "consolidação de um pilar muito importante e indispensável na sociedade: a unidade e estabilidade da família".
Bento XVI acrescentou que "a defesa da paz também será facilitada com o cuidado do ambiente natural", incentivando o desenvolvimento "do que promove um verdadeiro desenvolvimento humano, em harmonia com a criação, evitando interesses espúrios e sem clareza".
Sobre os aspectos a serem combatidos, o Pontífice destacou a importância de "rejeitar firmemente a impunidade, a delinquência juvenil, o trabalho infantil, a injustiça e o tráfico de drogas".
Sublinhou, além disso, a necessidade de as autoridades promoverem "medidas tão importantes como a segurança pública, a formação adequada de crianças e jovens, a devida atenção os presos, a eficácia nos cuidados de saúde para todos, especialmente dos mais necessitados e dos idosos, assim como os programas que levem a população a alcançar uma moradia digna e um emprego decente".

Um comentário:

  1. A Paz de Cristo e o Amor de Maria!

    Realmente vivemos em mundo onde esses conselhos, infelizmente não são seguidos, mas não é apenas questão de dinheiro ou tempo, mas principalmente de vontade e dos desejos pessoais de nossos governates.

    Por Cristo!

    ResponderExcluir